23 Outubro 2020

Tempo: fim de semana será marcado por tempestades e ventos de até 118 km/h

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

No domingo, um ciclone subtropical se forma entre a costa do Espírito Santo e da Bahia, que canaliza a umidade da Amazônia e provoca fortes temporais

Sul 

O sábado tem chuva se espalhando por todas as áreas do Sul do país. Áreas de instabilidade em diversos níveis da atmosfera, e também o transporte de umidade da região Amazônica, provocam chuva pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Sem expectativas para altos acumulados de chuva no Paraná, mas volumes significativos são esperados para o norte gaúcho e sul e oeste catarinense. Essa chuva deve vir acompanhada de trovoadas e rajadas de vento de moderada intensidade, principalmente na metade oeste da região.

Sudeste

A chuva ganha intensidade na região Sudeste. Um novo corredor de umidade se forma e vem desde a região Amazônica até o estado de São Paulo e Minas Gerais, quando combinado à um sistema de baixa pressão atmosférica no centro de São Paulo, favorecem juntos a formação de nuvens carregadas e fortes pancadas de chuva entre o norte, nordeste e região central paulista e todo o triângulo mineiro.

Há expectativa para temporais, volumes elevados de chuva e transtornos como alagamentos, deslizamentos de terra e queda de árvores. Nas demais áreas do Sudeste, incluindo as 4 capitais, a chuva também ocorre de forma mais expressiva e acompanhada por trovoadas e eventual queda de granizo. Entre o Espírito Santo e Rio de Janeiro as rajadas de vento podem ultrapassar os 50km/h. O alerta de ressaca emitido pela Marinha Brasileira segue vigente ao longo da manhã, com ondas que podem chegar aos 2,5m entre Santos (SP) e Arraial do Cabo (RJ).

Centro-Oeste

Ainda com instabilidades espalhadas pelo Centro-Oeste. Não se descarta a chance de temporais isolados na região. Os maiores acumulados são esperados para o leste de Mato Grosso do Sul, centro-sul de Goiás e norte de Mato Grosso.

Nordeste

No sábado, chuva isolada deve ocorrer em áreas do interior nordestino, mas ainda sem grandes acumulados. Na faixa leste a chuva deve ocorrer também de forma isolada e com baixos acumulados. Tempo firme entre o norte da Bahia, sul do Piauí e do Ceará e metade oeste de Pernambuco.

Norte 

Sábado ainda com chuva se espalhando por grande parte do Norte do país. Os maiores acumulados são esperados para o sul do Pará e leste do Amazonas. Nas demais áreas essa chuva deve vir isolada, sem volumes significativos, mas não se descarta a ocorrência de temporais. Tempo firme apenas no norte do Pará.

Sul

A chuva mais volumosa ocorre no oeste gaúcho, leste de Santa Catarina e do Paraná, novamente com chance de temporais. Mas nas demais áreas do Sul do país, a chuva é esperada na forma de pancadas isoladas e pouco volumosas. Na noite do domingo, um ciclone extratropical se forma no sul do continente e passa a atuar no Rio Grande do Sul.

Sudeste

A chuva mais intensa se concentra agora entre Minas Gerais e Espírito Santo. O corredor de umidade segue atuando nestas áreas e quando combinado à dois sistemas de baixa pressão atmosférica – um no centro de Minas Gerais e outro no litoral capixaba – favorecem juntos a formação de nuvens carregadas e pancadas de chuva. Atenção para volumes elevados no Espírito Santo e entre o Vale do Jequitinhonha, Rio Doce e Região Central de Minas Gerais.

Alerta também para o risco de transtornos como alagamentos, deslizamentos de terra e transbordamento de rios e córregos. Nas demais áreas do estado e também entre o Rio de Janeiro e São Paulo, a chuva ocorre também na forma de temporais, mas com menores acumulados se comparado as regiões citadas acima.

Um ciclone subtropical se forma entre a costa do Espírito Santo e da Bahia, que canaliza a umidade da Amazônia e provoca fortes temporais em todo o centro do Brasil, mas principalmente em Minas Gerais, Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro com acumulados que podem chegar até 3 dígitos em algumas cidades. Inclusive este ciclone subtropical poderá se intensificar nos próximos dias e evoluir para “tempestade subtropical” com ventos de até 118km/h. Se isso se concretizar, a Marinha do Brasil deve nomear a tempestade de “Mani” (deusa indígena).

Centro-Oeste

O domingo, áreas de instabilidades favorecem a persistência da chuva na região, que vem acompanhada de temporais no Centro-Oeste. Maiores acumulados ficam agora restritos a metade leste de Goiás, onde essa chuva deve alternar com períodos de bastante nebulosidade.

Nordeste

Novamente são esperados acumulados mais elevados no litoral sul da Bahia. Deve chover também de forma isolada em áreas do interior nordestino. Tempo firme ainda no extremo norte baiano, leste do Piauí, oeste de Pernambuco e sul do Ceará, sem chance de chuva. O ciclone subtropical que provoca chuva volumosa no Sudeste, atua também no sul da Bahia, favorecendo a ocorrência de chuva bastante volumosa, principalmente no litoral sul do estado. Pancadas de chuva ainda são esperadas para áreas do interior nordestino, mas de maneira isolada.

Norte

Domingo ainda com chuva na região, mas sem expectativas para altos acumulados. Essa chuva ainda deve vir acompanhada de trovoadas, principalmente no Tocantins. A próxima semana inicia ainda com chuva se espalhando pelo Norte do país. Os maiores acumulados ocorrem principalmente no oeste da região, entre o Acre e Rondônia. Pancadas isoladas são esperadas inclusive para o Tocantins.

 

 

 

 

 

No domingo, um ciclone subtropical se forma entre a costa do Espírito Santo e da Bahia, que canaliza a umidade da Amazônia e provoca fortes temporais

Sul 

O sábado tem chuva se espalhando por todas as áreas do Sul do país. Áreas de instabilidade em diversos níveis da atmosfera, e também o transporte de umidade da região Amazônica, provocam chuva pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Sem expectativas para altos acumulados de chuva no Paraná, mas volumes significativos são esperados para o norte gaúcho e sul e oeste catarinense. Essa chuva deve vir acompanhada de trovoadas e rajadas de vento de moderada intensidade, principalmente na metade oeste da região.

Sudeste

A chuva ganha intensidade na região Sudeste. Um novo corredor de umidade se forma e vem desde a região Amazônica até o estado de São Paulo e Minas Gerais, quando combinado à um sistema de baixa pressão atmosférica no centro de São Paulo, favorecem juntos a formação de nuvens carregadas e fortes pancadas de chuva entre o norte, nordeste e região central paulista e todo o triângulo mineiro.

Há expectativa para temporais, volumes elevados de chuva e transtornos como alagamentos, deslizamentos de terra e queda de árvores. Nas demais áreas do Sudeste, incluindo as 4 capitais, a chuva também ocorre de forma mais expressiva e acompanhada por trovoadas e eventual queda de granizo. Entre o Espírito Santo e Rio de Janeiro as rajadas de vento podem ultrapassar os 50km/h. O alerta de ressaca emitido pela Marinha Brasileira segue vigente ao longo da manhã, com ondas que podem chegar aos 2,5m entre Santos (SP) e Arraial do Cabo (RJ).

Centro-Oeste

Ainda com instabilidades espalhadas pelo Centro-Oeste. Não se descarta a chance de temporais isolados na região. Os maiores acumulados são esperados para o leste de Mato Grosso do Sul, centro-sul de Goiás e norte de Mato Grosso.

Nordeste

No sábado, chuva isolada deve ocorrer em áreas do interior nordestino, mas ainda sem grandes acumulados. Na faixa leste a chuva deve ocorrer também de forma isolada e com baixos acumulados. Tempo firme entre o norte da Bahia, sul do Piauí e do Ceará e metade oeste de Pernambuco.

Norte 

Sábado ainda com chuva se espalhando por grande parte do Norte do país. Os maiores acumulados são esperados para o sul do Pará e leste do Amazonas. Nas demais áreas essa chuva deve vir isolada, sem volumes significativos, mas não se descarta a ocorrência de temporais. Tempo firme apenas no norte do Pará.

Sul

A chuva mais volumosa ocorre no oeste gaúcho, leste de Santa Catarina e do Paraná, novamente com chance de temporais. Mas nas demais áreas do Sul do país, a chuva é esperada na forma de pancadas isoladas e pouco volumosas. Na noite do domingo, um ciclone extratropical se forma no sul do continente e passa a atuar no Rio Grande do Sul.

Sudeste

A chuva mais intensa se concentra agora entre Minas Gerais e Espírito Santo. O corredor de umidade segue atuando nestas áreas e quando combinado à dois sistemas de baixa pressão atmosférica – um no centro de Minas Gerais e outro no litoral capixaba – favorecem juntos a formação de nuvens carregadas e pancadas de chuva. Atenção para volumes elevados no Espírito Santo e entre o Vale do Jequitinhonha, Rio Doce e Região Central de Minas Gerais.

Alerta também para o risco de transtornos como alagamentos, deslizamentos de terra e transbordamento de rios e córregos. Nas demais áreas do estado e também entre o Rio de Janeiro e São Paulo, a chuva ocorre também na forma de temporais, mas com menores acumulados se comparado as regiões citadas acima.

Um ciclone subtropical se forma entre a costa do Espírito Santo e da Bahia, que canaliza a umidade da Amazônia e provoca fortes temporais em todo o centro do Brasil, mas principalmente em Minas Gerais, Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro com acumulados que podem chegar até 3 dígitos em algumas cidades. Inclusive este ciclone subtropical poderá se intensificar nos próximos dias e evoluir para “tempestade subtropical” com ventos de até 118km/h. Se isso se concretizar, a Marinha do Brasil deve nomear a tempestade de “Mani” (deusa indígena).

Centro-Oeste

O domingo, áreas de instabilidades favorecem a persistência da chuva na região, que vem acompanhada de temporais no Centro-Oeste. Maiores acumulados ficam agora restritos a metade leste de Goiás, onde essa chuva deve alternar com períodos de bastante nebulosidade.

Nordeste

Novamente são esperados acumulados mais elevados no litoral sul da Bahia. Deve chover também de forma isolada em áreas do interior nordestino. Tempo firme ainda no extremo norte baiano, leste do Piauí, oeste de Pernambuco e sul do Ceará, sem chance de chuva. O ciclone subtropical que provoca chuva volumosa no Sudeste, atua também no sul da Bahia, favorecendo a ocorrência de chuva bastante volumosa, principalmente no litoral sul do estado. Pancadas de chuva ainda são esperadas para áreas do interior nordestino, mas de maneira isolada.

Norte

Domingo ainda com chuva na região, mas sem expectativas para altos acumulados. Essa chuva ainda deve vir acompanhada de trovoadas, principalmente no Tocantins. A próxima semana inicia ainda com chuva se espalhando pelo Norte do país. Os maiores acumulados ocorrem principalmente no oeste da região, entre o Acre e Rondônia. Pancadas isoladas são esperadas inclusive para o Tocantins.

 

 

 

 

 


Fonte Canal Rural

Mais Notícias

Soja: semana começa com chuvas para o Sul e tempo seco no Nordeste

30-11-2020

Segundo a meteorologia a região Sul receberá chuvas quase em todas as regiões nesta segunda-feira. Na terça ainda choverá por lá. Confira!A semana começa com as chuvas estacionadas sobre a parte Sul e Leste do país.O Rio Grande do Sul pode até registrar temporais nesta segunda-feira, em parte do estado. Já o Nordeste segue com tempo firme e seco ne...

Leia mais...

Décimo terceiro salário: quem tem direito? Quanto vou receber?

30-11-2020

A primeira parcela do décimo terceiro salário deve ser paga até esta segunda-feira, 30. Já a segunda parcela do benefício trabalhista deve ser paga entre 1º e 18 de dezembro aos trabalhadores com carteira assinada. Essas datas valem apenas para os trabalhadores na ativa.Por causa da pandemia da Covid-19, o décimo terceiro dos aposentados e pensioni...

Leia mais...

Assista na íntegra ao Canal Rural News: Novas taxações ao agro

29-11-2020

A partir de janeiro de 2021, os produtores paulistas deixam de ter a isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em insumos agrícolas. Assim como ocorre em São Paulo, o movimento de tributar o agro se espalha por outros estados brasileiros.Para falar dos impactos dessas ações sobre o setor, o comentarista Miguel Daoud conve...

Leia mais...

Produtor precisa de previsibilidade para pagar o ITR, diz CNA

29-11-2020

O programa Direto ao Ponto deste domingo, 29, trouxe para o debate as distorções no cálculo do Imposto sobre Propriedade Territorial Rural (ITR). Levantamento da verificou diferenças que chegam a quase 600% em alguns municípios no Valor da Terra Nua (VTN), principal parâmetro para definição do imposto, comparando os anos de 2019 e 2020.No programa...

Leia mais...

Previsão do tempo: semana começa com chuva em boa parte do país; confira

29-11-2020

Veja como ficam as condições do tempo em todas as regiões brasileiras nesta segunda e terça-feira, na análise da Somar MeteorologiaDe acordo com as informações da a região ainda deve ter chuvas no início da semana, devido à atuação de uma frente fria associada a áreas de instabilidade em diferentes níveis da atmosfera. Os maiores acumuladossão esp...

Leia mais...

Elisa Araújo é eleita prefeita em Uberaba, Minas Gerais

29-11-2020

Elisa Araújo, candidata pelo partido Solidariedade, foi eleita neste domingo, 29, prefeita do município de Uberaba, Minas Gerais. Ela teve um total de 85.900 votos, correspondentes a 57,36% do total.A arquiteta nascida em Brasília disputou a eleição em segundo turno com Tony Carlos, do PTB.Uberaba foi o único dos 50 municípios de maior Valor Bruto ...

Leia mais...

Os gafanhotos voltaram! Argentina detecta insetos a 5 km do RS

29-11-2020

A Argentina detectou nos últimos dias focos de gafanhotos em localidades da província de Misiones, muito próximas da fronteira com o Rio Grande do Sul. A informação do país vizinho despertou o alerta da Defesa Agropecuária gaúcha, que afirma que há grupos de insetos a cerca de 5 quilômetros do município de Porto Xavier (RS).De acordo com levantamen...

Leia mais...

Você viu? China está criando suínos em prédios de até 13 andares; veja imagens

29-11-2020

Na última semana, uma reportagem sobre um inovador sistema de produção de suínos na China chamou a atenção dos nossos leitores. A granja Guifei, que pertence à empresa chinesa Yangxiang, chama a atenção por reunir todo o rebanho suíno em dois prédios de sete andares e um outro edifício de 13 pavimentos.Outros temas como a idade mínima para a primei...

Leia mais...

Ladrões de gado são mortos pela PM após manter idosos como reféns

29-11-2020

Um casal de idosos foi feito de refém por criminosos durante tentativa de roubo em uma propriedade em rural Arenópolis (GO), nesta semana. Na noite da terça-feira, 24, os bandidos pediram ajuda para consertar um carro e depois anunciaram o assalto. O objetivo era levar 100 cabeças de gado da fazenda.O Batalhão de Polícia Rural da recebeu informaçõ...

Leia mais...